HOME > O ALUMINIO > ACABAMENTOS
 
 
O alumínio pode ser alvo de vários tratamentos e acabamentos não só para protecção do material mas também por motivos estéticos.
  • Anodização:
É um processo que aumenta a resistência do alumínio, por exemplo às condições atmosféricas, criando uma  camada superficial de óxido de alumínio, através de um processo electroquímico. Este processo é assim chamado porque o alumínio, funciona como anôdo num banho electrolítico baseado numa solução de ácido sulfúrico ou ácido crómico como electrólito. Durante a electrólise liberta-se oxigénio no anôdo, combinando-se com metal que dá origem a película de óxido de alumínio referida anteriormente.Este tratamento pode apresentar várias espessuras (5 a 25 micrometros), aplicáveis conforme as condições atmosféricas a que vai ser submetido, e também várias cores. Por fim, os aspectos finais poderão ser 3:
  • Despolido: aspecto raiado obtido através da passagem de uma escova de aço sobre a superfície a anodizar; Polido: aspecto brilhante e espelhado obtido através de um escovamento macio aplicado ao material;
  • Acetinado: aspecto acetinado mate obtido através de uma operação química por emulsão.
  • Lacagem:
Este acabamento divide-se em 3 fases:

  • Preparação: a superfície do metal é banhada por produtos químicos que a limpam, desengorduram, e que nela depositam um elemento que lhe confere melhor aderência do pó; Pintura electrostáctica: uma resina de poliester em pó é espalhada pela superfície do alumínio numa fina camada;
  • Polimerização: o alumínio, já com a fina camada de pó, passa por um forno à temperatura média de 180ºC e o pó, espalhado na fase de pintura, polimeriza dando origem a uma camada de aspecto uniforme.
 
 
 

© Copyright LA Alumínios 2009 All Rights Reserved